Bloco de Maia conta também com apoio de siglas de esquerda para sucessão da Casa

  O PT, PCdoB, PSB e PDT anunciaram nesta sexta-feira (18) apoio ao bloco formado pelo atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a sucessão da Presidência da Mesa Diretora da Casa.

Essas partidos de esquerda já tinham avisado na quinta-feira (17) que vetariam qualquer candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. Um deles é o deputado Arthur Lira (PP-AL), principal adversário de Maia.

– Este grupo que hoje se apresenta tem muitas diferenças, sim. Porque, diferentemente daqueles que não suportam viver no marco das leis e das instituições e que não suportam o contraditório, nós nos fortalecemos nas divergências, no respeito, na civilidade e nas regras do jogo democrático – destacou representantes das siglas de esquerda.

Por sua vez, Rodrigo Maia afirmou que a eleição irá definir se a Câmara dos Deputados será “livre ou subserviente”.

“Esta não é uma eleição entre candidato A ou candidato B. Esta é a eleição entre ser livre ou subserviente; ser fiel à democracia ou ser aliado do autoritarismo; ser parceiro da ciência ou ser conivente com o negacionismo; ser fiel aos fatos ou ser devoto de fake news”, ressaltou.

O bloco liderado por Rodrigo Maia tem o apoio de 11 siglas: PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede. A eleição para a Presidência da Câmara acontece em fevereiro do ano que vem.

Postar um comentário

0 Comentários