Parte de falésia desmorona e deixa mortos na Praia de Pipa, no Rio Grande do Norte


 Pelo menos três pessoas morreram após serem atingidas por parte de uma falésia que desabou na tarde desta terça-feira (17), na Praia de Pipa,  em Tibau do Sul, no Rio Grande do Norte.

As vítimas são Hugo Pereira, Stella Souza, mulher dele, e o filho do casal. Hugo, de 32 anos, era gerente de recepção no hotel Sunbay. Ele é natural de Jundiaí, no interior de São Paulo, e morava havia alguns anos em Pipa, conforme publicado pelo portal G1. 
 
Testemunhas relataram que as três pessoas estavam sentadas perto da parte inferior da falésia quando foram atingidas pelo desmoronamento. O empresário de passeio náutico, Igor Caetano, presenciou o ocorrido e afirmou ter visto a mãe tentar segurar a criança, o que fez os adultos ficarem mais machucados, porque a mãe estava abraçada com o bebê.
 

"A gente cavou até encontrar o pai, e depois encontramos a mãe e a criança. O menino ainda estava respirando. Por coincidência, uma médica estava passando aqui na hora, ela tentou reanimar a criança, mas não teve mais jeito", disse Igor Caetano.
 
O primo de Stella Souza informou que quando a equipe de resgate chegou à região da Baía dos Golfinhos, integrante parte da Praia de Pipa, a família estava morta, assim como o cachorro do casal. Não há registros de outras pessoas soterradas com o desmoronamento de parte da falésia. Moradores da região afirmaram que a base vai sendo desgastada pelas marés cheias, o que deixa a parte de cima mais vulnerável.
 
Acidente com turistas em setembro
 
Em setembro último, houve um outro acidente na Praia de Pipa. Nesse caso, um casal de turistas de João Pessoa, na Paraíba, caiu de um ponto conhecido como "Chapadão". O condutor de 21 anos perdeu o controle do quadriciclo, onde ele e a namorada grávida estavam. Os dois sobreviveram.
 
Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários