Nilvan se rende a velha politica de CG e torna seu discurso de "NOVO" no retrocesso

 O comunicador Nilvan Ferreira pelo que estamos vendo nos últimos dias, vem mudando o discurso que propagava quando apresentava seus programas na rádio e na tv. Dizia ele, que não se juntava com a velha política de oligarquias paraibana, que ele representava o novo para o povo, mas os noticiários e as aparências em encontros do candidato do MDB da capital apaga todo o seu falatório de sua trajetória de um bom comunicador na teoria, porque na prática de fazer política está sendo outra história.

O candidato Nilvan Ferreira (MDB), na tentativa de absorver adesões na disputa do segundo turno, se alia e se rende ao projeto dos velhos políticos de Campina Grande capitaneado nos bastidores por Cássio Cunha Lima, que não está aparecendo em público, mas comenta-se que vem trabalhando nos bastidores visando a campanha de 2022. E essa eleição em João Pessoa interessa sim aos Cunha Lima, principalmente ao clã maior Cássio, que tenta ressurgir das cinzas na política do estado da Paraíba.

Essa união do candidato Nilvan Ferreira com o grupo de Campina Grande é bom para João Pessoa? O candidato Nilvan consultou a população? O eleitorado de João Pessoa aprova essa conjectura? Ai estão os pontos para um comunicador sem nenhuma experiência de administrar uma cidade, sequer em sua vida nunca foi nem vereador, e apenas pelo seu bom trabalho como comunicador que é, surge como um "salvador da pátria". João Pessoa é a maior cidade da Paraíba, vai chegar a 1 milhão de habitantes, e só resta ao eleitorado refletir, analisar os candidatos na hora de votar, e decidir o destino de João Pessoa nos próximos 4 anos e, claro, para enfrentar um pós pandemia.

 Blog do Feitosa do Cristo.

Postar um comentário

0 Comentários