Ministério Público Eleitoral investiga candidato Nilvan por disparo de mensagens em massa

O Ministério Público Eleitoral iniciou procedimento para investigar número que vinha realizando envio de mensagens de whatsapp, se identificando como de propriedade da equipe do candidato Nilvan Ferreira, sob suspeita de disparo em massa.

A denúncia que originou o procedimento investigativo, de autoria da Coligação A Cidade no Ritmo Certo, leva em consideração que as mensagens foram enviadas sem anuência dos seus recebedores, cujos números de telefone podem ter sido prospectados por meios irregulares. A prática de envio de mensagens em massa é vedada pela legislação eleitoral. 

O envio de mensagens em massa, conforme documento protocolado pela coligação junto à Justiça Eleitoral, pode ainda desequilibrar a campanha eleitoral, de tal forma que alguns candidatos sejam beneficiados em detrimento dos demais.

Além dos fatos apresentados, a denúncia ainda alerta para a possibilidade de, através de disparo em massa, “se divulgar notícias falsas e outras informações inverídicas, especialmente considerando que expressiva parcela da população possui certa dificuldade em reconhecer a inveracidade de certas informações recebidas”, diz o documento.

A redação do Polêmica Paraíba tentou entrar em contato com o candidato, mas não teve retorno.

Polêmica Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários