Águas da transposição do São Francisco chegam à Paraíba após fim de suspensão

 Desde a sexta-feira (6), as águas do Rio São Francisco voltaram a encher as estruturas do Eixo Norte da transposição. A partir de agora, o canal levará as águas para a cidade cearense de Mauriti e para a Paraíba e o Rio Grande do Norte.

As águas passaram do vertedouro do Reservatório de Jati e chegaram ao Reservatório Atalho, em Brejo Santo (CE).

O bombeamento estava suspenso desde o rompimento de um conduto na Barragem de Jati, no Ceará, em agosto deste ano. Depois do rebaixamento do vertedouro, o fluxo das águas foi liberado na última semana de outubro. Com isso, a Estação de Bombeamento EBI-3, localizada em Salgueiro (PE), foi acionada, permitindo a retomada da pré-operação do Eixo Norte.

A primeira estrutura localizada na Paraíba é o Reservatório Morros, na cidade de São José de Piranhas. Após passar pelos reservatórios de Boa Vista e Caiçara, a água chega a Cajazeiras, no Reservatório Engenheiro Ávidos. Dali, alcança o leito do Rio Piranhas-Açu, que faz o transporte natural até o Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, já no Rio Grande do Norte. Também pelo Rio Piranhas-Açu, a água chega à Barragem Oiticica, que está em execução.

Projeto São Francisco

A Integração do Rio São Francisco soma 477 quilômetros de extensão e é o maior empreendimento hídrico do Brasil. Quando todas a estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

O Eixo Leste, com 217 quilômetros de extensão, está em funcionamento desde 2017 e abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 cidades pernambucanas e paraibanas. Os investimentos da União em todo o Projeto São Francisco já alcançaram R$ 10,8 bilhões.

T5

Postar um comentário

0 Comentários