Prefeita Luciene Gomes faz balanço de ações, recebe ataques e apresenta propostas

 A prefeita de Bayeux e candidata à reeleição, Luciene Gomes (PDT) foi alvo dos demais candidatos a prefeitos de Bayeux no debate promovido pelo Sistema Arapuan de Comunicação, nesta quarta-feira (28). Sem se intimidar com os ataques, Luciene respondeu a altura,  destacou que, em pouco tempo de gestão, reabriu a policlínica do município, realizou mais de mil exames e cirurgias, entregou o auxilio enxoval para gestantes, adotou ações preventivas de combate a Covid-19, implantou o mutirão da urologia com 300 consultas, além de implantar a nova central de regulação de exames.

Ao final, o comunicador Gutemberg Cardoso avaliou a participação dois oito candidatos a prefeito e afirmou categoricamente que Luciene Gomes venceu o debate. “Você não se intimidou com tanta porrada, pensei que apesar de você ser mulher iria ficar encurralada”, disse o jornalista.

Luciene de Fofinho afirmou que deste que assumiu a Prefeitura tem implantado medidas de combate à corrupção. “Nós identificamos os casos de corrupção mandando todos os casos para os órgãos de controle e fiscalização”, destacou.

Um os casos, é o do candidato Diego do Ki-Preço que foi apontado pela prefeita como funcionário fantasma. “Mais de R$ 80 mil sem sequer ter dado um expediente na Prefeitura de Bayeux”, acusou Luciene Gomes, afirmando que o candidato Diego do Ki-Preço nunca bateu um ponto na Prefeitura Municipal de Bayeux..

Luciene também rebateu os ataques do Capitão Antônio que apontou problemas jurídicos contra ela. “Em menos de três meses de gestão já acumula processos. Isso é ruim para a senhora e também para sua família. Bayeux não pode ter mais um prefeito que a qualquer momento pode perder o seu cargo. Bayeux já experimentou esse veneno”, disse o  Capitão.

Luciene rebateu apontando que o candidato que deveria ser um representante da Lei, comete “Fake News” que é crime. “Candidato, queria que o senhor respondesse qual crime estou respondendo. Isso é uma mentira, Bayeux, o que esse candidato está colocando aqui. Mostre proposta, o que vai fazer pela nossa cidade, já que chegou agora há pouco. Mostre um papel de água ou de luz em seu nome, uma fatura de cartão, que o senhor não tem em nossa cidade. Eu não respondo a nenhum processo e se responder, provarei a minha inocência. Governar é ter empatia para com o outro. Isso é uma vergonha para o senhor”, disse Luciene.

A prefeita reafirmou que está promovendo uma revolução na saúde do município de Bayeux.

“A minha gestão já está fazendo uma grande mudança, a saúde agora é prioridade. Em menos de dois meses, nós iniciamos o Hospital da Mulher, reabrimos a Policlínica Benjamin Maranhão com atendimento também no turno da noite, fizemos mutirões, principalmente de consultas, exames e cirurgias com mais de mil atendimentos a população. Fizemos ainda o mutirão da catarata e realizamos a saúde dos homens com consultas com os urologistas. estamos fazendo uma verdadeira revolução na saúde”, relatou.

Participaram do debate os oito candidatos: Capitão Antônio (DEM), Capitão Sena (PATRIOTA), Coronel Ardnildo (SOLIDARIEDADE), Diego do Kipreço (PP), Dr. Francisco Macedo (PC do B), Inaldo Andrade (Republicanos), Luciene Gomes (PDT) e Nadja Palitot (AVANTE).

Postar um comentário

0 Comentários