‘Manter preço das passagens é tão possível que já fizeram linha por R$2’, Raoni rebate questionamentos sobre aplicação de projeto de campanha

 

O candidato a prefeitura de João Pessoa, Raoni Mendes, esteve nessa quarta (14) no programa 360º.

Raoni pediu um voto por uma política diferente e disse que a postura do candidato tem que ser analisada pelos eleitores: “Nunca passei na calçada na Polícia Federal”. Raoni ainda disse que é o nome mais preparado e que todos os que estão disputando já tiveram a chance de governar a cidade de João Pessoa.

Esporte e Juventude 

Centro Olípico no Valentina, que deveria ser melhor explorado. Raoni disse que a cidade comporta vários esportes de alto rendimento que não são destacados pela prefeitura. Mas o apoio municipal ao esporte, deve vir desde a infância. Raoni cita o programa Caça Talentos, voltados para revelar os pequenos destaques do esporte.

Sobre o Bolsa Atleta, Raoni revela responsabilidade: “Não sei como será, temos que ver como fica a situação no pós pandemia”.

Saúde

O candidato disse que a tecnologia tem que ser parte principal para buscar um serviço de saúde ágil. Ele propõe o prontuário eletrônico rápido, como o colocado em Curitiba.

Além desse projeto, Raoni foca no Centro de Diagnóstico por Imagem e a do Hospital Santa Isabel. Raoni justifica que não tem hospitais com “porta aberta” para urgências: “Se você tiver uma urgência, para onde você vai? Para a UPA. E qual problema da UPA? Procurar vagas em hospitais”. O candidato diz que um paciente infartado, por exemplo, corre contra o tempo para ficar sem sequelas, um tempo valioso que é perdido sem um atendimento eficaz.

Economia e empreendedorismo 

O candidato disse que também é papel do gestor municipal investir no empreendedor e propõe a criação de uma Academia de Excelência para ajudar quem está começando: “Quando mais o empreendedor cresce, mais vagas de trabalho. E para isso ele quer investir no micro crédito. Se você investe na ponta, ele cresce. Cada bairro tem sua característica, apresento uma consultoria, uma espécie de Sebrae Municipal. É o jeito de ‘virarmos a chave’ nesse pós pandemia, vamos transformar João Pessoa na capital do empreendedor”.

Barreira do Cabo Branco 

O candidato disse que um dos principais produtos turísticos da cidade, “onde o sol nasce primeiro”, precisa ser revitalizado. Ele anunciou o primeiro Concurso  Público Arquitetônico para fazer uma revitalização de todo o complexo: “Fazer trilhas, do Farol até a ponta do Seixas, investir na gastronomia, integrar com a Estação Cabo Branco”.

Congelamento das tarifas

Raoni comentou uma das propostas mais debatidas nas redes: o congelamentos das tarifas do transporte urbano de João Pessoa. Raoni disse que seus opositores disseram não ser possível, mas tem um argumento para isso: “Tanto é possível, que na mesma semana anunciaram a criação de uma linha que custa R$2. Então baixar pode, mas congelar por quatro anos não pode? Com um salário mínimo, você gasta mais com transporte que com comida. O congelamento é justiça tributária”.

 

Postar um comentário

0 Comentários