Dados do TSE mostram que candidatos a prefeito gastaram mais do que receberam na campanha em João Pessoa

 Os partidos e candidatos às eleições municipais tiveram até esse domingo (25), para enviar à Justiça Eleitoral a prestação de contas parcial, constando todos os recursos financeiros e estimáveis em dinheiro arrecadados e os gastos realizados desde o início da campanha até o dia 20 de outubro.

O que chama atenção é que alguns candidatos declararam gastos maiores a verba recebida para a campanha eleitoral.

Confira quem são esses candidatos;

O candidato Anisio Maia (PT) recebeu 23.500,00 para custear sua campanha eleitoral, até agora segundo dados do TSE ele já gastou R$442.453,29, entre esses Gastos estão R$331.000,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$21.346,87 com serviços advocatícios e R$13.100,00 com publicidade por adesivos

Cícero Lucena (PP) recebeu até agora R$565.750,00 para pagar as despesas da sua campanha eleitoral, e segundo dados do TSE o total gasto por ele é de R$1.677.155,71, entre esses gastos estão, R$635.500,00 gastos com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$168.980,00 para publicidade por adesivos e R$45.000,00 com serviços contábeis.

João Almeida (SOLIDARIEDADE) recebeu R$1.000.000,00, segundo dados do TSE ele já gastou R$2.266.984,82, entre esses gastos estão, R$870.000,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$390.374,00 para atividades de militância e mobilização de rua e R$139.776,00 com alimentação.

Nilvan Ferreira (MDB) recebeu R$653.450,00, até agora o candidato gastou o total de R$831.590,12 com a campanha eleitoral. Entre esses gastos estão, R$430.000,00 com produção de jingles, vinhetas e slogans, R$95.672,00 para publicidade por adesivos e R$71.917,50 com publicidade por materiais impressos.

Raoni (DEM) recebeu até agora R$916.500,00, segundo dados do TSE o candidato gastou até agora R$1.217.059,95, entre esses gastos estão, R$376.300,00 com serviços prestados por terceiros, R$236.500,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo e R$223.800,00 com locação/cessão de bens móveis.

Ricardo Coutinho (PSB) recebeu até agora R$920.900,00 para custear sua campanha, e já gastou o total de R$1.307.564,35, entre esses gastos estão R$613.500,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$104.600,00 para atividades de militância e mobilização de rua e R$92.855,00 com publicidade por adesivos.

Ruy Carneiro (PSDB) recebeu até agora R$1.183.875,00 para gastar em sua campanha eleitoral, ele gastou até agora R$1.702.404,08, entre esses gastos estão R$479.500,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$306.900,00 para pesquisas ou testes eleitorais e R$139.710,00 com doações financeiras a outros candidatos/partidos

Já alguns candidatos declararam despesas compatíveis com os valores recebidos e declarados ao TSE.

Veja quem são;

Carlos Monteiro (REDE) recebeu o total de R$50.000,00 para gastar durante a campanha, até agora ele já gastou R$41.085,00, entre esses gastos estão R$15.000,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$8.000,00 com serviços advocatícios e R$3.745,00 com publicidade por adesivos.

Edilma Freire (PV) recebeu R$1.161.604,67 para gastar durante sua campanha eleitoral, até agora a candidata já gastou R$1.048.175,02, entre esses gastos estão R$541.000,00 com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$100.660,00 com locação/cessão de bens móveis e R$96.294,80 com publicidade por materiais impressos.

Rafael Freire (UP) recebeu R$5.060,00 e já gastou R$4.694,90 com a campanha eleitoral, entre esses gastos estão, R$3.100,00 com publicidade por materiais impressos, R$1.000,00 com serviços contábeis e R$560,00 com publicidade por adesivos.

Wallber Virgolino (PATRIOTA) recebeu até agora R$453.300,08, o candidato já gastou R$326.394,86 com a campanha eleitoral até agora, entre esses gastos estão, R$123.500,00 com publicidade por adesivos, R$53.500,00 com publicidade por materiais impressos e R$50.000,00 com Serviços contábeis.

Segundo o TSE os candidatos Camilo Duarte (PCO), Ítalo Guedes (PSOL) e Rama Dantas (PSTU) não possui gastos apresentados à Justiça Eleitoral.

Os candidatos a prefeito de João Pessoa podem gastar até R$2.808.392,83 no primeiro turno das eleições municipais.

Políticaspb

Postar um comentário

0 Comentários