Em menos de 90 dias, Kita transformou a “cidade da corrupção” na “Bayeux do Trabalho”

Após 86 dias no cargo, prefeito Jefferson Kita (Cidadania) transformou a cidade num canteiro de obras e tirou definitivamente Bayeux das páginas policiais.

O que para muitos era impossível ser feito, diante de tantos desmandos administrativos, entre eles, duas folhas de pagamento atrasadas, incluindo a de aposentados e pensionistas, obras paralisadas, a cidade sendo manchete negativa em todo país pelos casos de corrupção, enfim, um verdadeiro caos, em menos de 90 dias Kita mudou essa realidade.

Tão logo assumiu, o prefeito pagou os salários atrasados, colocou a folha de pagamento em dia e renovou o compromisso com os servidores públicos ativos e inativos.

Na saúde, deu a ordem de serviço para construção da UBS Jardim Aeroporto, a obra UBS do Comercial Norte já iniciou, entregou a UBS do Manguinhos em apenas 70 dias e instalou o CEDMEX. A UPA após 4 anos de inauguração ganhou sala de raio-x, laboratório próprio e ultrassom. As ações de combate a Covid-19 continuam e a vacinação contra o H1N1 atingiu a meta estipulada pelo Ministério da Saúde.

E Kita não esqueceu o lazer para o povo da cidade. Anunciou a construção do Parque Linear, que será próximo ao Aeroporto, vai construir a maior praça da cidade, em parceria com o governo do Estado, entregou à população a Praça do Aeroporto totalmente revitalizada e muito mais.

Já a infraestrutura ganhou uma atenção especial da gestão, com a drenagem e pavimentação de 30 ruas no Jardim Aeroporto e Mário Andreazza, serviços de terraplanagem, a revitalização da entrada da cidade pela Avenida Nova Liberdade e a ladeira do Aeroporto ganhou uma nova cara, equipes da poda e disciplinamento de árvores e outras plantas de grande porte estão nas ruas diariamente, o lixo domiciliar está sendo recolhido nos dias determinados no calendário de coleta, além da retirada de mais de 600 toneladas de lixos e entulhos. Serviço de tapa buracos e pavimentação também estão a todo vapor.

Já na segurança pública os guardas civis ganharam novos uniformes, uma sede que será construída onde era localizada a Cagepa, no bairro de Brasília, cursos de formação continuada, além de Bayeux ter sido a pioneira para a criação da Guarda Civil Metropolitana. Também foram instaladas, em parceria com a Brisanet, diversas câmeras de monitoramento ao longo das principais avenidas da cidade.

O trânsito de Bayeux, que há anos era esquecido, está ganhando nova sinalização vertical e horizontal e os agentes de trânsito pela primeira vez tem um diretor que faz parte do quadro efetivo do órgão, e foi retomada as obras da nova sede da guarda, uma valorização jamais vista em Bayeux.

Já a educação não parou, mesmo durante a pandemia. O CRIS foi reaberto seguindo todas as recomendações sanitárias, a escola Joana Fortunato recebeu uma grande reforma e foi reinaugurada, um ônibus 0 km chegou para atender os alunos da rede municipal e os estudantes de ensino superior.

O esporte recebeu um grande incremento. A prefeitura firmou parceria com o Kashima para representar Bayeux no Campeonato Paraibano de Futebol feminino.

Na cultura, a prefeitura realizou o cadastro de todos os entes culturais do município, vários deles receberão o auxílio através da lei Aldir Blanc.

E na ação social, as famílias de Bayeux que vivem em situação de vulnerabilidade foram amparadas. Milhares de cestas básicas foram entregues, além dos atendimentos diários que não param.

A mulher recebeu uma atenção especial da gestão Kita, com o reforço da patrulha Maria da Penha e o engajamento da secretaria da mulher na campanha contra violência doméstica.

O meio ambiente realizou diversas fiscalizações e apreendeu materiais provenientes de cortes ilegais na Reserva Estadual do Xem-xém.

O Procon continua com o plano de ações para a prevenção e combate à Covid-19, com visitas ao comércio da cidade para fiscalizar e orientar os comerciantes sobre as medidas de prevenção ao novo coronavírus.

E isso em apenas 86 dias.  Por tudo isso e ainda muito mais que ainda será realizado pela gestão, Kita entra para a história de Bayeux como o prefeito que tirou a cidade das páginas policiais, elevou a autoestima de seu povo e colocou Bayeux no rumo do desenvolvimento.

Coordecom/Bayeux

Postar um comentário

0 Comentários