PERGUNTAR NÃO OFENDE: João Almeida e Manoel Júnior irão sair em defesa do presidente do Solidariedade, alvo de investigação?

O presidente nacional do Solidariedade, deputado Paulinho da Força, foi alvo nessa terça-feira (14) de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal em nova fase da Operação Lava Jato, que investiga crimes eleitorais.

Na operação, que foi chamada Dark Side, os agentes fizeram buscas no gabinete e no apartamento funcional do parlamentar em Brasília e na sede da Força Sindical, à qual ele é ligado, em São Paulo. Além disso, também foi determinado o bloqueio judicial de contas bancárias e de imóveis.

De acordo com as investigações, foi constatado a existência de indícios do recebimento de doações eleitorais não contabilizadas durante as campanhas eleitorais do deputado nos anos de 2010 e 2012, no valor total de R$1,7 milhão.

Apesar de toda a repercussão sobre o caso, na Paraíba, os presidentes estadual e municipal do Solidariedade, Manoel Júnior e João Almeida respectivamente, ainda não se manifestaram dando as suas opiniões sobre a operação realizada contra o correligionário.

Essa é mais uma da série Perguntar Não Ofende:

Manoel Júnior e João Almeida irão sair em defesa do presidente nacional do partido, Paulinho da Força, alvo de investigação, ou irão ficar calados?

Blog do Ninja

Postar um comentário

0 Comentários