Frutas no vaso: Presente de Papai Noel fora de época

Johnsom Abrantes, amigo de velhas datas, está de quarentena mas não abandona os amigos. Agora mesmo recebo dele as novidades do TSE e a mais nova das novidades é a decisão da Corte  de não aplicar cassação ou suspensão de direitos a prefeitos condenados a perda de mandatos.
O motivo?

A quarentena, claro. Os ministros do TSE acham que é contraproducente tirar um prefeito no meio do fuzuê e deixar o município à deriva, com gente doente carecendo de assistência e a administração municipal correndo o risco de ficar sem rumo e sem norte. Mesmo que seja um prefeito sabido.

Trocando em miúdos, os atuais prefeitos estão seguros nos cargos até no mínimo 31 de dezembro e como em janeiro tomarão posse os novos prefeitos, eles terminarão os mandatos com a tranquilidade dos justos. Sem contar os possíveis reeleitos, que continuarão no bem bom.

Pelo menos para essa turma o coronavírus obrou milagres, fez uma boa ação, deu-lhe salvo conduto para dormir sem medo de encontrar a polícia na porta às primeiras horas da manhã.

Blog do Tião Lucena

Postar um comentário

0 Comentários