7 DICAS PARA COMPRAR A CASA PRÓPRIA EM JOÃO PESSOA COM MAIS TRANQUILIDADE

Confira 7 itens que precisam ser avaliados antes de comprar sua casa.

O que é preciso para comprar uma casa? Essa pergunta certamente já passou pela sua cabeça. Atualmente, o mercado imobiliário oferece diversas opções de imóveis com diferentes preços e tamanhos, e apesar de estarmos passando por uma fase muito favorável para o mercado imobiliário, com a menor taxa de juros da história, é fundamental ficar ligado em alguns pontos para que não ocorra nenhum problema antes, durante ou depois da negociação do imóvel. Por isso, se comprar casa em João Pessoa é a sua prioridade neste momento, não deixe de ler este artigo até o final para entender tudo o que você precisa fazer, antes de fechar negócio.

EVITE O ENDIVIDAMENTO: A busca pelo financiamento apresenta basicamente o mesmo processo em qualquer instituição financeira que é composto pelo valor da entrada + as prestações remanescentes. Mesmo que o preço inicial seja alto e precise ser quitado à vista, é muito importante que você preste muita atenção às prestações que virão em seguida, pois além de mudarem seu valor, conforme o prazo de pagamento do empréstimo, elas também podem comprometer seu orçamento mensal, fazendo com que você precise devolver o imóvel, caso atrase o pagamento de até 3 parcelas consecutivas. Seja racional e calcule cada ponto do seu empréstimo imobiliário com a ajuda de um agente imobiliário para que não precise enfrentar problemas financeiros futuros, comprometendo, no máximo 30% da sua renda mensal. Muita atenção ao endividamento.

POUPAR PARA COMPRAR: Se seu sonho é uma ter uma casa em condomínio ou até mesmo em alguma região valorizada da cidade em questão, lembre-se que comprar casa nestes locais requer capital, e nada melhor que um planejamento financeiro bem feito para que seja possível poupar dinheiro até conseguir uma reserva financeira compatível com o valor do imóvel em questão. Se optar pelo financiamento, a utilização do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS – também poderá contribuir para quitar a parcela de entrada, mas para sacá-la é necessário checar se você cumpre todos os requisitos exigidos pela Caixa Econômica Federal.

PLANEJAMENTO DE GASTOS: Além de pontuar todos os seus gastos, é necessário muito autocontrole quando o assunto é comprar casa. Para que não ocorra nenhum problema depois, coloque no papel todos os seus gastos mensais e realize um balanço para entender se este investimento é viável ou não. Entre gastos, não se esqueça que, além do valor do imóvel, existem taxas e documentações que devem ser quitadas, e que juntas podem representar até 4.5% do valor total de venda, ou seja, se você está pensando em comprar um apartamento ou uma casa em condomínio no valor de R$ 300 mil, os encargos burocráticos ficarão em R$ 13.500, sem contar o valor pago à imobiliária. Vale ressaltar que se a compra for de casa em condomínio, é necessário incluir a taxa mensal do mesmo às contas.

PARCELA DE ENTRADA: Provavelmente você já deve saber que para comprar casa é necessário pagar uma parcela de entrada com valor mínimo de 20% do preço total do imóvel. O que talvez você ainda não saiba é que algumas construtoras oferecem condições especiais para a parcela de entrada do imóvel, financiando o valor pelo período de construção e entrega. Mesmo assim, se você tiver condições de pagar este valor de forma integral, não pense duas vezes, e não se esqueça que quanto mais dinheiro você conseguir investir na parcela de entrada do imóvel, mais vantajoso será o financiamento imobiliário com o banco.

CONHECENDO A REGIÃO: Muitas vezes, é possível que sua ideia de comprar uma casa em condomínio à venda em João Pessoa possa ser “atrapalhada” pela região onde o mesmo está localizado. De nada adianta adquirir um imóvel em uma localização onde serviços como supermercados, bares, restaurantes e colégios sejam mais caros do que você tem condições de pagar, por isso avalie muito bem onde seu novo endereço está situado para não comprometer seu orçamento mensal e acabar tendo dores de cabeça futuras.

RESERVA EMERGENCIAL: Quem quer comprar casa, precisa estar ciente de que além do valor do imóvel, incluindo taxas e outras despesas, é preciso avaliar possíveis surpresas negativas que podem aparecer durante ou depois do processo de compra. Se quiser prevenir este tipo de problema, crie uma reserva emergencial financeira para que seja usada em casos de extrema necessidade como uma demissão, por exemplo. Na hora de planejar considere que o dinheiro desta reserva precisa dar cabo de, pelo menos, 6 meses de contas básicas como água, luz, internet, condomínio e compras com alimentação e higiene.

NÃO SE ESQUEÇA DOS JUROS: Como já dissemos antes, neste mesmo artigo, o valor dos juros imobiliários, atualmente, é o mais baixo da história, mas nem por isso eles deixam de pesar no seu orçamento. Sempre que pensar em financiamento imobiliário, tenha em mente que as taxas de juros passam por um reajuste, a cada 30 dias, com base no Índice Nacional de Custo de Construção (INCC) ou de acordo com o Custo Unitário Básico da Construção Civil (CUB) e por isso precisam ser acompanhadas de perto para que não fujam do seu controle e do seu planejamento mensal.

APROVEITE ESTAS DICAS: Comprar casa ou apartamento é o objetivo de muitas pessoas, mas não se deixe levar pela emoção sem antes conferir todos os pontos que citamos acima, desta forma você estará preparado para fazer um ótimo negócio, com calma, sem enfrentar problemas ou dificuldades financeiras.

Se você ainda está com dúvidas, deixe sua pergunta nos comentários deste artigo, e para mais novidades, não se esqueça de seguir nossos perfis nas redes sociais.

Créditos: Freepik

Postar um comentário

0 Comentários