434 anos: Galeria de fotos traz história e beleza de João Pessoa

João Pessoa faz 434 anos nesta segunda-feira (5) e o Portal Cabuloso traz imagens que representam bem a terceira capital mais antiga do país.

As fotos são dos repórteres fotográficos do Sistema Correio, Nalva Figueiredo e Assuero Lima, e do colaborador Palmari Lucena.
João Pessoa nasceu às margens do Rio Sanhauá e cresceu em direção ao mar. Fundada em 5 de agosto de 1585, com o nome de Nossa Senhora das Neves, a cidade também já se chamou Filipéia de Nossa Senhora das Neves (a mudança ocorreu em 1585, em homenagem ao rei da Espanha, D. Felipe II, quando Portugal, colonizador do Brasil, passou ao domínio espanhol); Frederica (durante a invasão holandesa, no século XVII) e Parahyba (a partir de fevereiro de 1654, com o retorno ao domínio português). O nome atual só surgiu em 1930, em homenagem ao ilustre político, então presidente da Paraíba, assassinado por João Dantas, em Recife, em 26 de julho daquele ano.
O Centro Histórico de João Pessoa foi reconhecido como patrimônio nacional em 2007. Cerca de 700 edificações, além de ruas e praças, foram tombadas. Os monumentos listados guardam riquezas de diferentes estilos e épocas, como por exemplo o barroco da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco (foto 1); o rococó da Igreja de Nossa Senhora do Carmo; o estilo maneirista da Igreja da Misericórdia (foto 2);e a art-nouveau e o art-déco, das décadas de 20 e 30, predominantes na Praça Antenor Navarro e no Hotel Globo (foto 3).
A Casa da Pólvora, situada na Ladeira São Francisco, no Centro Histórico, proporciona uma das melhores vistas do pôr do sol na cidade. Na imagem abaixo, o sol ilumina a Igreja de São Frei Pedro Gonçalves. A Casa da Pólvora é uma obra arquitetônica do tempo em que a Paraíba ainda era Capitania de Itamaracá. A Casa foi construída em 1710, em local estratégico, num ponto médio da colina onde a cidade foi inicialmente estabelecida. Com a função de defender a cidade, ela servia para armazenar armas e munições. Havia mais duas instalações desta natureza em João Pessoa, mas a Casa da Pólvora é a única remanescente daquele período da história. Atualmente, é utilizada para fins culturais e de lazer.
Fim de tarde reserva espetáculo de cores no céu da Capital. Do Centro à praia, o encantamento é garantido. Abaixo, a Praia do Cabo Branco, um dos principais pontos de lazer da cidade, o viaduto da Avenida Miguel Couto, símbolo da região central de João Pessoa.
Por falar em litoral, João Pessoa é cidade privilegiada. São várias as praias que provocam paixão em nativos e turistas. Atualmente, uma das mais exploradas é a do Bessa, onde o visitante pode praticar esportes variados. O trecho ficou conhecido como Caribessa (foto 1), nome que sugere semelhança com as praias do Caribe. Há ainda as praias de Cabo Branco e Tambaú (fotos 2 e 3) e os paraísos naturais Picãozinho (foto 4) e Piscinas Naturais do Seixas.
João Pessoa também é rica em ecossistemas. Possui o privilégio de ter uma reserva da mata atlântica em seu território urbano. O principal espaço para contemplação e exploração da floresta é o Jardim Botânico Benjamin Maranhão (foto 1), mas também dá para apreciar a mata ao caminhar pelo campus da Universidade Federal (foto 2) ou passar pela Avenida Pedro II. Outro ecossistema presente em João Pessoa é o mangue. Na foto 3, os manguezais do estuário do Rio Paraíba e, na 4, o mangue do Porto de Capim.
Praças e outros ambientes urbanos também guardam belezas naturais. A lagoa do Parque Solon de Lucena, por exemplo, é um dos principais cartões postais da cidade. Até o início do Século XX, ela era apenas uma poça de água estagnada e suja. O local era conhecido como Lagoa dos Irerês e no seu entorno existiam pequenas casas. O lugar começou a ganhar traços paisagísticos em 1913. A fonte luminosa, instalada bem no seu centro, só foi instalada décadas depois. Nos Anos 1980, a Lagoa se tornou palco de grandes acontecimentos e ponto de encontro de políticos, jornalistas e intelectuais. Outro ponto que também testemunhou articulações e eventos históricos é a Praça João Pessoa, onde estão situadas as sedes dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo.

Vereador Carlão faz um tour pela História de João pessoa

Portal Correio com fotos de Nalva Figueiredo e Assuero Lima






Postar um comentário

0 Comentários