“Ela evita sair por medo de ser assassinada”, diz advogado da modelo Najila Trindade

A modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, estaria evitando sair de casa, com medo de represálias. Segundo o novo advogado da mulher, Cosme Araújo, a cliente teria recebido ameaças e está amedrontada. “Ela já tem evitado sair na rua por medo de ser assassinada. Ela não pode ir à padaria porque virou um monstro. Ela já recebeu recado pelo telefone ‘se cuide’ e já ouviu na rua ‘você vai morrer'”, afirmou o jurista à Uol.

Araújo orientou Trindade a se relacionar apenas com pessoas em quem ela confia, como os pais. “Estão passando para o Brasil que ela é a criminosa, a vilã. Parece que ela que estuprou o Neymar, quando na verdade ela que é a vítima. Ninguém a conhece. Como exemplo, ela deixou os advogados porque quebraram uma relação de confiança”, disse. Três advogados abandonaram o caso da modelo antes que Araújo assumisse o trabalho.

Trindade estaria, por causa da exposição, com quadro inicial de depressão. O advogado a orientou a reduzir a quantidade de remédios que vem tomando. “Orientamos para que ela diminua um pouco a medicação e procure descansar. Ela está com dificuldade de concatenar as ideias em função do desgaste emocional. Está sob cuidados médicos em função do estresse, está com um pequeno começo de depressão. Para que a patologia não avance, o médico também pediu para não ter contato com o público e evitar a pressão”, afirmou Araújo ao portal. A modelo deve evitar entrevistas até segunda ordem.

Metropole

Postar um comentário

0 Comentários