Federal

Atualizado em 06/09/2017 07:40

Couto condiciona uma disputa ao Senado a não aprovação de mudanças nas regras eleitorais, como o distritão

Dentro do PT da Paraíba, é unânime a ideia de lançar o deputado federal Luiz Couto à disputa de uma das vagas ao Senado, em 2018 ? inclusive a ala do partido da qual ele é opositor ? leia-se Jackson Macedo ? faz essa postulação. Contudo, Couto condiciona essa possibilidade à manutenção das atuais regras eleitorais ou pelo menos a não aprovação do distritão.

Segundo ele, ainda não há uma definição sobre qual o caminho que irá tomar: se reeleição ou candidatura ao Senado. Ele condiciona essa decisão à votação das novas regras eleitorais em discussão no Congresso. Se o distritão, por exemplo, foi aprovado, o petista deve desistir de uma candidatura ao Senado.

Em recente entrevista, Couto falou sobre seu futuro político e admitiu concorrer a uma vaga ao Senado Federal em 2018, diferente das declarações ditas a imprensa ontem (05).  Sabemos que a campanha majoritária implica em estrutura para poder andar todo o Estado. Eu sempre tenho tido o seguinte: se o partido der as condições efetivas para que nós possamos fazer uma bela campanha, colocando as propostas que temos para a Paraíba, posso colocar meu nome à disposição para o Senado Federal. Acho que já cumpri minha tarefa como deputado federal, a não ser que o partido decida assim , disse Couto.Dentro do PT da Paraíba, é unânime a ideia de lançar o deputado federal Luiz Couto à disputa de uma das vagas ao Senado, em 2018 ? inclusive a ala do partido da qual ele é opositor ? leia-se Jackson Macedo ? faz essa postulação. Contudo, Couto condiciona essa possibilidade à manutenção das atuais regras eleitorais ou pelo menos a não aprovação do distritão.

Segundo ele, ainda não há uma definição sobre qual o caminho que irá tomar: se reeleição ou candidatura ao Senado. Ele condiciona essa decisão à votação das novas regras eleitorais em discussão no Congresso. Se o distritão, por exemplo, foi aprovado, o petista deve desistir de uma candidatura ao Senado.

Em recente entrevista, Couto falou sobre seu futuro político e admitiu concorrer a uma vaga ao Senado Federal em 2018, diferente das declarações ditas a imprensa ontem (05).  Sabemos que a campanha majoritária implica em estrutura para poder andar todo o Estado. Eu sempre tenho tido o seguinte: se o partido der as condições efetivas para que nós possamos fazer uma bela campanha, colocando as propostas que temos para a Paraíba, posso colocar meu nome à disposição para o Senado Federal. Acho que já cumpri minha tarefa como deputado federal, a não ser que o partido decida assim , disse Couto.