Estadual

Atualizado em 05/09/2017 06:49

Gervásio debate privatização da Chesf com funcionários da companhia

Maia falou em unificar agenda contra privatização da entidade

A possibilidade de privatização da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), com a venda de ativos da Eletrobras por parte do Governo Federal, foi pauta da reunião entre o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia, e os funcionários da companhia, nesta segunda-feira (4), em Campina Grande.

O encontro foi realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários da Paraíba. Na ocasião, foi apresentado um panorama e discutido os impactos que a privatização da Chesf poderá trazer para o Nordeste, caso seja concretizada. De acordo com o presidente do STIUPB, Wilton Maia, assuntos como custos para o consumidor, concorrência e segurança energética precisam ser analisados em conjunto.

 Precisamos colocar este assunto na pauta nacional. A Chesf é eficiente, mesmo sendo pública. A privatização vai impactar na situação econômica do Nordeste , alertou o presidente do sindicato.

O presidente da Assembleia ouviu a demanda dos funcionários da Chesf e ressaltou que o tema merece um debate mais amplo com todos os segmentos da sociedade.  É preciso dialogar com a sociedade sobre a privatização da companhia. É essencial e urgente debater esse tema profundamente. Estamos falando de soberania nacional e de segurança. Nos propomos a mobilizar as demais assembleias do Nordeste para unificar uma agenda única em torno da pauta contra a privatização , ressaltou Gervásio.

Um dos engenheiro da companhia, Vladimir Cesarino, explicou que a Chesf também tem uma função social e que participa de programas sociais que ajudaram a melhorar economicamente a região Nordeste.  A Chesf coordenou o programa Luz para todos no Nordeste, são realizações reais, que agora estão ameaçadas com a privatização da companhia , assegurou o engenheiro.

 Da redação com assessoria